5 Ideias inovadoras de Stephen Hawking que mudaram o mundo

5 Ideias inovadoras de Stephen Hawking que mudaram o mundo

Um dos eventos científicos e de mídia mais importantes de 2018 foi, sem dúvida, a morte, aos 76 anos, de Stephen Hawking, o prestigioso físico e cosmologista britânico que colocou as teorias sobre a origem, presente e futuro do universo ao alcance de todos.

O que você pode não saber totalmente é a magnitude de suas contribuições para a ciência, que o elevou ao nível de Albert Einstein devido à relevância de suas ideias. Apesar de sofrer de uma doença incapacitante, ele continuou a fazer ciência por mais de 50 anos após seu diagnóstico.

Estas foram as suas 5 contribuições mais importantes, pelas quais será lembrado para sempre:

1. Buracos negros

Muitas de suas obras giram em torno de buracos negros e seu comportamento, razão pela qual aparecem com frequência em suas teorias. Um buraco negro é uma região do espaço com uma grande quantidade de massa concentrada que impede qualquer objeto de escapar do alcance de sua atração gravitacional. Até a luz é absorvida.

Embora a noção de buracos negros tenha quase 3 séculos de idade, a teoria da relatividade de Einstein fez os físicos de todo o mundo começarem a levá-los a sério, e a pesquisa subsequente de Hawking faz com que os cientistas de hoje entendam muito melhor sua teoria.

2. Radiação Hawking

Em 1976, seguindo as afirmações da física quântica, concluiu em sua “teoria da radiação” que os buracos negros não só são capazes de atrair matéria para o seu interior, mas também podem emitir energia, perder matéria e até desaparecer.

Em 2008, o Large Hadron Collider (LHC) foi inaugurado nos arredores de Genebra, e muita expectativa foi gerada pela possibilidade de criação de buracos negros microscópicos, algo que segundo especialistas teria validado para Hawking um prêmio Nobel de física, mas tal prova nunca veio enquanto ele estava vivo.

Stephen Hawking

3. Hawking confirmou o Big Bang

O trabalho de Hawking ajudou a testar a teoria de que houve um Big Bang no início de tudo. A teoria foi proposta na década de 1940, mas a colaboração de Hawking com o matemático britânico Roger Penrose confirmou sua veracidade.

Partindo de suas próprias teorias, Hawking conseguiu chegar a uma expressão matemática na qual encapsula toda a história de todo o universo e mostrou que no início de tudo houve uma grande explosão.

4. A teoria de tudo

Talvez tenha sido sua “teoria de tudo”, que sugere que o universo evolui de acordo com leis bem definidas, que atraiu a atenção mais internacional para sua obra. “Este conjunto de leis pode nos dar as respostas para perguntas como qual foi a origem do universo”, disse Hawking à BBC.

“Para onde vai e vai acabar? E se for assim, como vai acabar? Se encontrarmos as respostas para essas perguntas, conheceremos a mente de Deus”, prometeu ele.

5. Breve história do tempo

Apesar da complexidade de todos esses conceitos, Hawking fez um grande esforço para disseminar a cosmologia em termos fáceis de entender para o público em geral, e foi um sucesso sem precedentes. Seu livro “A Brief History of Time”, publicado em 1988, vendeu mais de 10 milhões de cópias em todo o mundo.

Ainda assim, o físico estava ciente de que as vendas não se traduzem diretamente em leituras completas e, anos depois, publicou uma versão mais curta e mais fácil de entender.

O grande talento de Hawking, que para muitos lhe rendeu um Prêmio Nobel que nunca lhe ocorreu em vida, era ter combinado campos diferentes, mas igualmente importantes da física: gravitação, cosmologia, teoria quântica, termodinâmica e física. Teoria da informação para dar origem a uma teoria unificadora que responde a todas as perguntas sobre a origem, natureza e futuro do universo.

Deixe uma resposta