9 Ervas que você pode cultivar em casa na água (Não precisa de terra)

Você está visualizando atualmente 9 Ervas que você pode cultivar em casa na água (Não precisa de terra)

Ter ervas em casa é uma grande vantagem, principalmente quando são medicinais, o melhor é que também podem crescer na água.

Cultivar ervas em casa é uma atividade muito comum e até gratificante, principalmente quando se trata de plantas medicinais e comestíveis. Porém, você sabia que nem tudo acontece em terra? Ou seja, existem algumas que podem ser cultivadas de forma diferente. Descubra quais são as 9 plantas que também crescem na água e também são muito fáceis de cuidar.

Estas plantas que crescem na água tornaram-se muito populares nos últimos anos. Acima de tudo, quando você não tem grandes espaços para plantar, da mesma forma, é uma boa forma de dar uma chance ao cultivo hidropônico.

Quais são as 9 ervas que podem crescer na água?

É muito comum cultivar ervas em casa, isso porque é mais fácil utilizá-las e assim é possível aproveitar muitos de seus benefícios. Acima de tudo, para melhorar a saúde, prevenir doenças e ajudar a recuperar as energias perdidas. Pois, as propriedades deste tipo de plantas são ideais como remédio, temperos para refeições e até ajudam a relaxar.

Porém, há momentos em que é muito difícil ter ervas no jardim, seja pela estação do ano ou pelo espaço disponível para o seu cultivo. Por isso mostraremos as 9 espécies que crescem na água, sem dúvida, uma opção incrível para tê-las sempre frescas e prontas para usar:

1. Orégano

O orégano é uma das ervas mais utilizadas na culinária, principalmente pelo seu aroma e sabor intensos. Além disso, possui muitas propriedades medicinais, é antiviral, antioxidante e alguns estudos afirmam que pode ajudar a prevenir o câncer. 

O seu cultivo é bastante simples, bastando cortar algumas mudas desta erva e colocá-las na água. Em poucos dias suas folhas começarão a crescer e você poderá utilizá-las para preparar a receita que mais gostar.

2. Menta

É uma erva carminativa, de aroma intenso e propriedades antiespasmódicas, antimicrobianas, estimulantes e analgésicas. A menta é especialmente recomendada por seus incríveis benefícios medicinais. Da mesma forma, é uma planta que contém grande quantidade de uma substância conhecida como mentol.

Esta substância proporciona uma sensação de entorpecimento, pois tem um efeito refrescante único ao entrar em contato com a pele e a língua. O melhor é que não produz variações na temperatura corporal. Da mesma forma, a hortelã é uma das mais populares para cultivar em água, já que basta cortar alguns caules e colocá-los diretamente em um recipiente com água.

3. Manjericão

O manjericão está entre as ervas culinárias mais utilizadas, embora também possua propriedades medicinais incríveis. Tem efeitos expectorantes, sendo ideal no combate a resfriados, também é antiespasmódico e um sedativo bastante suave.

Assim como a maioria dos da lista, o manjericão pode ser cultivado em água e seu cuidado é muito simples. Basta garantir que o recipiente tenha sempre água e mantê-lo em local onde possa receber luz natural. Uma das vantagens desse tipo de cultivo é que você pode ter vários tipos de manjericão em casa, mesmo no inverno.

4. Sálvia

O favorito na aromaterapia. Além disso, ajuda a cuidar dos dentes e combate o mau odor nas axilas. Da mesma forma, a sálvia é ideal para aliviar os sintomas de resfriados, acalma problemas digestivos e ainda serve como repelente de mosquitos e outros insetos.

Para cultivar na água basta cortar algumas mudas na primavera e colocá-las na água. A verdade é que cerca de duas plantas são mais que suficientes, pois o sabor da sálvia é bastante forte e usar demais estragaria as receitas. Por outro lado, é importante colocar a sálvia em local arejado, isso porque a umidade pode acelerar o aparecimento de mofo no caule da planta.

5. Alecrim

O alecrim é uma planta com muitos benefícios medicinais, pois ajuda a prevenir muitas doenças. Possui diversas qualidades, é cicatrizante, antiespasmódico, adstringente, anti-reumático e analgésico. Além disso, é ideal para relaxar os músculos, hidratar a pele e aliviar problemas estomacais.

Seu uso na culinária é muito comum, principalmente em receitas que necessitam de um toque aromático. O alecrim pode demorar muito para crescer, porém, ao cultivá-lo em água você pode conseguir um crescimento mais rápido. Principalmente se os brotos forem cortados na primavera, de todas as ervas, o alecrim é ideal para usar como planta de casa. Embora seja importante deixá-lo próximo a um local onde possa receber luz solar.

6. Tomilho

Para cultivar tomilho em água é aconselhável colher novas mudas, pois assim crescerão mais rápido. As mudas velhas costumam ficar marrons e muito duras, enquanto as novas têm um tom bem esverdeado e um aroma incrível. É aconselhável colher as mudas logo em meados da primavera ou no início do verão, de preferência antes da fase de floração.

As mudas de tomilho devem ser colocadas em um recipiente com água, esse processo deve ser feito imediatamente, pois costumam secar com uma rapidez incrível. Na verdade, é importante borrifar as pontas das mudas com um pouco de água para que fiquem bem hidratadas.

7. Estévia

Considerada um dos melhores substitutos do açúcar, as folhas de estévia são utilizadas como adoçante natural. O melhor é que não causa nenhum tipo de alteração nos níveis de açúcar no sangue ou nas células do corpo. Geralmente é uma das alternativas recomendadas por nutricionistas para quem deseja fazer dieta.

Da mesma forma, a estévia possui propriedades que servem no combate a diversos tipos de infecções, diabetes e problemas de pâncreas. Além disso, é ideal para reduzir os níveis de hipoglicemia e ajuda a manter a hipertensão sob controle. Se quiser cultivar em água, coloque uma pequena quantidade de mudas de estévia em um recipiente e encha com água, quanto mais luz tiver, melhor.

8. Estragão

Hoje existem diferentes variedades de estragão, porém o francês é um dos mais utilizados na culinária. Para cultivar em água, é aconselhável tirar várias mudas da planta na primavera, pois assim crescerão mais rápido.

Depois de obter as mudas, coloque-as em um copo ou recipiente, de preferência de vidro, e encha com água. Como recomendação, é necessário colocar o recipiente com as mudas em local aquecido e com luz natural.

9. Hortelã-pimenta

A hortelã-pimenta é um tipo de hortelã muito utilizada no preparo de diversas receitas, inclusive sobremesas e bebidas. Fresca é perfeita para preparar bebidas geladas, principalmente no verão. 

Seu cultivo em água é muito simples e não representa nenhum tipo de complicação, muito pelo contrário. Basta um recipiente com água e um local aquecido onde a planta receba luz suficiente para que possa crescer sem problemas.

O que você precisa para cultivar ervas na água?

Como você deve ter notado, cultivar ervas na água não é uma tarefa difícil, na verdade, é mais simples do que parece. Basta levar em consideração dois fatores: o recipiente e claro, a água.

Recipientes

O aconselhável na hora de cultivá-los é utilizar recipientes de vidro. Quer sejam garrafas ou copos compridos para lhes dar espaço suficiente para que possam enraizar sem problemas. Lembre-se que algumas raízes não toleram a luz solar direta, neste caso o melhor é optar por garrafas ou recipientes âmbar, pois impedem a passagem da luz pela garrafa.

Água

O ideal nesse caso é usar água pura, mas nunca que contenha cloro, pois esse produto químico pode danificar gravemente as ervas plantadas. Uma ótima opção é encher uma jarra com água da torneira e deixar descansar durante a noite, para que o cloro se dissipe. No dia seguinte você pode usar a água para despejá-la no recipiente que usará para cultivar a erva de sua escolha.

Você também pode usar água da chuva, aliás é uma alternativa incrível, já que é água natural. O que permitirá que as ervas cresçam de forma rápida e saudável.

Se tiver uma nascente por perto também pode utilizar a sua água, pois os seus minerais contribuem para o bom desenvolvimento das plantas.

Deixe um comentário