Motivação para estudar: 12 Dicas que você precisa saber!

Motivação para estudar: 12 Dicas que você precisa saber!

Motivação é a ênfase que colocamos na realização de determinadas tarefas ou atividades. A motivação é vital para nos ajudar a alcançar tudo o que nos propusemos a fazer, especialmente quando estudamos.

No entanto, às vezes isso não é tão fácil de manter; então, a seguir, veremos vários truques para aumentar sua motivação para estudar!

12 Dicas para se motivar a estudar

Esses pequenos passos, gradualmente se tornarão costumes e seu desempenho acadêmico melhorará acentuadamente.

1. Use recompensas

Se você estudou durante uma tarde inteira e sente que está desanimado, dê a si mesmo uma recompensa; uma refeição que você gosta, assista a um filme, pratique um esporte…

Se você ter em mente que, ao final do esforço, conseguirá algo agradável, estudará com mais desejo, energia e motivação.

  • Defina uma meta (por exemplo, ler 20 páginas de um livro) e quando você conseguir terminar faça algo que gosta, como ver um filme.
  • As realizações mais complicadas que exigem mais esforço devem ter maiores recompensas. Da mesma forma, pequenos esforços devem ter recompensas menores.
  • Se você não tentar, não se recompense.
  • Também use recompensas com auto-afirmações: “você está indo muito bem”, “você é o melhor”, “continue assim e terá boas notas”.

2. Planeje uma sessão de estudo

É essencial começar planejando sua sessão de estudo. Escolha qual assunto você estudará e tente estabelecer um prazo para isso

Uma boa ideia é fazer uma lista das tarefas a serem executadas durante a sessão e classificar cada uma de acordo com a prioridade. Ao avançar nas tarefas, você se sentirá mais motivado e realizado.

3. Estabeleça objetivos pequenos

Estabelecer pequenas metas ou objetivos nos momentos em que tem muita coisa para estudar, nos ajudará a nos sentir realizados e, portanto, manteremos nossa motivação elevada!

4. Faça a coisa mais difícil primeiro

Durante os primeiros momentos de estudo é quando temos mais energia. Essa energia será consumida pouco a pouco à medida que as horas passam, portanto, é muito mais eficaz realizar essas atividades ou estudar os assuntos que são mais difíceis para nós no momento.

Caso contrário, se deixarmos para o final, é muito provável que tenhamos pouca força e percebamos essa tarefa como muito mais complicada do que é.

5. Evite distrações

Celular, redes sociais, internet, televisão, etc. Todos esses são agentes de distração que nos desviam de nossa tarefa e dispersam nossas mentes, tornando muito mais difícil focar em nossa tarefa novamente.

Todas essas distrações apenas nos fazem perder muito tempo, somos menos eficazes e, portanto, nos encorajam a desenvolver um sentimento de incompetência e desmotivação.

6. Descanse de vez em quando

É altamente recomendável descansar um pouco antes que a fadiga nos domine. Se deixarmos nossa lição de casa quando não pudermos mais encontrar, será muito difícil retomar a tarefa e, certamente, faremos isso desmotivado.

Idealmente, faça pausas curtas de 10 a 15 minutos quando notarmos o menor sintoma de cansaço. Dessa forma, seremos muito mais claros e com mais energia para voltar ao trabalho.

7. Encontre o contexto ideal de estudo

Cada pessoa tem um desempenho melhor em um contexto e cronograma específicos. Portanto, é necessário saber qual é o nosso horário e ambiente ideal para estudar.

Por exemplo, podemos estudar escutando música se for apropriado, estudar em um local onde haja mais pessoas como uma biblioteca ou ficar totalmente sozinho e silencioso.

Da mesma forma, é possível que, durante as primeiras horas da manhã, tenhamos mais clareza de trabalhar bem ou, pelo contrário, a tarde seja o momento ideal para nos concentrarmos melhor.

8. Use as bibliotecas

Embora, como discutido acima, cada pessoa tenha um local ideal de estudo. As bibliotecas nos proporcionam um espaço tranquilo e sem as distrações que podemos ter em casa.

Além disso, se você estiver acompanhado, poderá estabelecer metas conjuntas e descansar junto com outra pessoa, o que sempre torna mais longas as sessões de estudo.

9. Otimize seu espaço de estudo

Verifique se tudo funciona corretamente e se você tem tudo o que precisa para estudar ou executar as tarefas pendentes. Caso contrário, você perderá muito tempo procurando coisas e isso pode ser muito frustrante quando você perceber que não pode fazer o trabalho.

Além disso, um espaço de estudo organizado e limpo não nos fará sentir mais confortáveis ​​e à vontade.

10. Pense em objetivos de longo prazo

Reflita sobre o que te levou a realizar esses estudos ou atividades, bem como o que você pode obter quando terminar. Tudo isso aumentará sua motivação e o ajudará a encontrar um motivo para continuar.

Uma boa opção é anota em algum lugar visível, um papel ou um quadro-negro que o motivará a lembrar o que está fazendo para esse esforço.

11. Não procrastine

A procrastinação é a “arte” de deixar o que não queremos fazer para outro momento, com isso você sempre acaba atrasando, por isso é melhor começar a fazer o quanto antes e nunca deixar para depois!

12. Aceite um certo nível de estresse

Experimentar um nível mínimo de estresse não é prejudicial, pelo contrário, nos ajuda a permanecer ativos e atentos ao que estamos fazendo.

No entanto, não podemos deixar que isso nos prenda. Embora um pouco de estresse seja bom para o nosso desempenho, ele pode nos deixar muito saturados e a ansiedade que o acompanha nos impede de nos concentrarmos e fazermos bem o nosso trabalho.

Deixe uma resposta