“Quem deixou meus pais envelhecerem?” Um texto emocionante para refletir

Você está visualizando atualmente “Quem deixou meus pais envelhecerem?” Um texto emocionante para refletir

Acontece de repente. É um dia como qualquer outro, mas o que você vê é diferente. E é incrível. Isso te surpreende. Você rejeita o pensamento, tenta, mas não consegue. A realidade se revela em sua crueza. Seus pais estão envelhecendo.

O envelhecimento é uma condição natural do ciclo da vida, um dia nós mesmos envelheceremos. Mas não eles! Nós não previmos isso. Surpreso. “Quem deixou meus pais envelhecerem?” Você também já se perguntou isso?

Nós nos pegamos refletindo sobre muitas coisas, muitas peças são derrubadas, certezas são derrubadas quando um dos pais envelhece. Quando percebemos disso.

Pais e tempo

Muitas vezes nos encontramos imersos em muitas questões que, como que para exorcizá-las, imediatamente colocamos de lado. “Meus pais estão envelhecendo?” “Eles ainda são os mesmos de antes?” Muitas comparações surgem espontaneamente, vamos tentar nos acalmar.

Vamos olhar para os anos anteriores e vê-los enérgicos e animados novamente. Sim, estão menos agora, mas ainda parecem estar em boa forma! Mais algumas dores, rugas mais evidentes… E a mente continua com suas comparações.

Nos lembramos deles pouco antes dos 60 anos, quando o tempo ainda parecia uma variável um tanto bizarra. Um espaço que sempre nos projetou para frente e quase nunca nos obrigou a lidar com o passado.

Porque quando um pai envelhece é exatamente isso que acontece, e é aí que muitos sentimentos parecem se sobrepor.

A velhice e nossos sentimentos

Antes que esses pensamentos assumissem o controle, sempre éramos o centro de nossos pensamentos. Tínhamos prioridade, só podíamos pedir, só precisávamos.

Então, de repente, à medida que os pais envelhecem, essa ampulheta de tempo e sentimentos vira de cabeça para baixo.

Estamos começando a notar alguns pequenos descuidos, que antes nos deixariam irritados. Prestemos mais atenção àquela tosse que outrora descartamos como efeito de uma doença sazonal, de um cigarro a mais e que agora, pelo contrário, levanta dúvidas.

Nos assustamos quando os passos que antes nos pareciam seguros e rápidos, hoje são o espelho de uma descida que parece inexorável. Esses sentimentos são o teste decisivo de nossos medos e de nossa incapacidade de parar o tempo.

São as confirmações que nos lembram que nossos pais também envelhecem.

Enfrentam a passagem do tempo juntos

Seria, portanto, mais simples não temer tudo isto, não considerar esta fase como o fim da idade de ouro.

À medida que os pais começam a envelhecer, temos novas oportunidades, momentos para compartilhar e uma nova temporada para navegar. A paciência chega até nós e nos conta o quanto nossos pais tiveram.

E a amizade sorri para nós e nos lembra de quando pensamos o contrário, quando um não parecia um desafio. O amor bate no nosso ombro, aquele que nem sempre conseguimos compreender em toda a sua profundidade.

Deixe um comentário