5 Frases que devemos eliminar do nosso diálogo interno

5 Frases que devemos eliminar do nosso diálogo interno

Vivemos em mundos interpretativos. Basta olhar ao nosso redor e ver como pessoas diferentes vivenciam o mesmo acontecimento de maneiras totalmente diferentes. Tenha cuidado ao falar consigo mesmo, porque o que você diz a si mesmo é importante. Você se torna o que você pensa.

É interessante saber que o simples ato de pensar sobre determinado assunto pode mudar nosso estado de espírito, nos fazendo sentir melhor ou pior e isso se deve ao diálogo interno que temos.

O diálogo interno é um fenômeno complexo que tem um grande impacto na estrutura do nosso cérebro e na nossa saúde emocional e é por isso que todos devemos aprender a controlá-lo. Nosso diálogo interno molda nossas crenças sobre nós mesmos e o mundo ao nosso redor, mas também tem um impacto direto em nosso humor.

Não importa qual seja o seu objetivo: perder peso, fazer exercícios, ter sucesso, casar, ter filhos, a questão é que você se torne um reflexo da maneira como fala consigo mesmo, porque é nisso que você está focando.

Se não desenvolvermos a capacidade de perceber como é nosso diálogo interno e como ele afeta nossas emoções e comportamentos, dificilmente poderemos agir para modificá-lo. Porque o que também foi demonstrado por diferentes estudos é que o diálogo interno negativo e persistente enfraquece diferentes estruturas neurais e nos torna muito mais vulneráveis ​​ao estresse.

Enquanto manifestamos tudo em que nos concentramos, é necessário eliminar de seu vocabulário e de seus pensamentos as ideias negativas tão comuns no diálogo interno.

1. Elimine o “Eu sou tão burro”

Esta frase é muito dura e forte. Se você já disse isso a si mesmo, de agora em diante não faça de novo, nunca, você não deve dizer a si mesmo que é “burro”, porque inconscientemente “compramos” a ideia imediatamente. E se você acreditar que é burro”, acabará sendo.

Talvez algo que você fez não tenha saído como esperado, mas isso não significa que você seja burro. Você precisa aprender a externar certas situações para não se relacionar com elas como pessoa ou levá-las para o lado pessoal. Tudo é simplesmente uma experiência e se você não gostou, pare de avaliar, não se julgue e faça o que for preciso para mudá-la.

Portanto, quando algo estiver errado com você, pare, interrompa seu diálogo interno e comece a dizer para si mesmo: “Tudo bem, não saiu como planejado, vou encontrar outro jeito.” Sua autoestima e autoimagem são tão frágeis e importantes que você deve fazer o que for necessário para mantê-las seguras.

2. Elimine o “Não consigo”

Caso tenha dúvidas, pode sim! Quando você diz a si mesmo que “não pode” fazer algo, provavelmente sua zona de conforto está falando. O que o impede de crescer? Se você já treinou e diz a si mesmo: “Não consigo”, talvez precise de uma mudança em sua rotina, um treinador ou algo mais para apoiá-lo em seu processo, mas isso não significa que você não pode.

Porque quando você é pressionado a fazer o que disse que não poderia, é quando um mundo infinito de possibilidades se abre para você. É importante entender que podemos pedir ajuda, não temos que fazer tudo sozinhos, vale sempre a pena nos apoiarmos de outras pessoas, cursos, tecnologia, ferramentas, tudo que for necessário para atingir nossas metas e objetivos.

3. Elimine o “Estou cansado”

Se você disser a si mesmo que está cansado, adivinhe? Você vai se sentir cansado. Mesmo quando você está realmente cansado, você não precisa se lembrar constantemente, porque isso passa a ser o seu foco, você manifesta tudo em que está se concentrando e então estará sempre cansado. Ao contrário, se você quiser mais energia, comece a agir como se já a tivesse, fique de pé, respire fundo, sorria e comece a dizer a si mesmo que você é uma fonte de energia.

4. Não se subestime

Você é uma pessoa que se questiona o tempo todo? Você sempre se compara aos outros ou é afetado pelo que eles pensam de você? “Porque sou muito velho para isso, sou muito jovem para isso, sou muito gordo, sou muito magro, não sou tão alto, etc.” Todas essas afirmações, a única coisa que realmente dizem é que você não é bom o suficiente. E isso não é verdade.

Ter um conceito ruim de si mesmo pode influenciar a maioria dos principais aspectos de sua vida de uma forma muito negativa. Isso rouba seu poder pessoal e destrói sua autoestima. Você é o suficiente para ser e fazer o que quiser.

5. Pare de pensar que você tem má sorte

Se coisas ruins ou negativas geralmente acontecem com você, pare de convidá-las para sua vida. Isso pode parecer um pouco duro, mas é totalmente verdade. Somos 100% responsáveis ​​por tudo o que nos acontece (consciente ou inconscientemente). E até que você aceite essa responsabilidade, você sempre será uma vítima das circunstâncias.

Se algo ruim acontecer com você, não diga: “isso sempre acontece comigo.” A pior coisa que você pode fazer é se culpar, dessa forma você se sabota, é melhor que naquele momento você pare, analise a situação e veja como pode mudá-la.

Tenha em mente que se algo é maravilhoso, você também deve assumir a responsabilidade, não atribua à sorte, porque mais uma vez significa que você está permitindo que situações e forças externas controlem sua vida. 

Quem você é hoje é um reflexo das ideias que você tem sobre si mesmo. Sua vida não depende de terceiros, apenas de você, então assuma o controle de sua vida e decida o que você quer viver. Seja uma pessoa que acredita no que você quer da sua vida

“Não somos afetados pelo que nos acontece, mas pelo que nos dizemos sobre o que nos acontece” – Epicteto

Deixe uma resposta