A alma do seu filho escolheu você para ser mãe dele…

A alma do seu filho escolheu você para ser mãe dele…

Muitas tradições espirituais ensinam que a alma de uma criança escolhe seus pais. Você já ouviu essa ideia fascinante?

Talvez muitos se perguntam se realmente escolheram os pais que têm, mas temos que entender que não é uma escolha racional ou intelectual como quando escolhemos algo em uma prateleira ou em um catálogo, mas tem a ver com uma atração eletromagnética.

De acordo com uma antiga teoria do Kundalini, adotada pelo mestre iogue Bhajan, os bebês escolhem seus pais antes de nascerem.

De acordo com a teoria citada, uma vez que uma alma decide reencarnar novamente, a primeira coisa que ela faz é escolher o tipo de vida que deseja ter com base nas lições de vida que deseja aprender. A decisão depende do propósito cármico dessa alma.

Antes de escolher as pessoas que serão nossos pais, a alma percorre um caminho espiritual. Para aqueles de nós que acreditam na reencarnação, esta é uma forma de entender que nada é fruto do acaso, que cada alma antes de retornar à terra faz uma escolha e determina quais pais podem potencialmente permitir que realizem seus sonhos.

Quando chega a hora de voltar à terra, a alma decide o que quer aprender e que caminho quer percorrer nesta nova existência. 

As almas redefinem novos objetivos de aprendizado e estilo de vida e fazem o melhor para encontrar pais compatíveis com essas necessidades e desejos.

Não há palavras suficientes

Se você tivesse que descrever o amor que sente por seus filhos, provavelmente teria dificuldade em encontrar as palavras certas… É normal. É a emoção mais intensa e verdadeira que existe no ser humano.

É o amor mais profundo que existe. A experiência que ter um filho te proporciona enriquece absolutamente a tua vida, mesmo que a vida te dê dificuldades que tens de lutar e superar todos os dias.

A mãe também influencia o tipo de alma que sua família receberá. Seus pensamentos diários, sua meditação, seus desejos e propósitos criam um ímã para que certas almas respondam à sua energia pessoal.

Essa atração se materializa por meio de vibrações, as emanações emitidas pelos futuros pais e os laços do carma podem desempenhar um papel importante.

Uma vez que a alma escolhe seus pais, uma conexão é criada em torno da energia da mãe enquanto a alma aguarda seu nascimento no tempo devido.

Muitas vezes essas conexões acontecem antes de os pais ainda estarem casados, mas a alma que já fez sua escolha, espera serenamente o seu momento de reencarnar.

A mãe também influencia o tipo de alma que sua família receberá. Seus pensamentos diários, sua meditação, seus desejos e propósitos criam um ímã para que certas almas respondam à sua energia pessoal.

Uma alma também pode ocupar um papel diferente daquele que ocupou em uma reencarnação anterior. 

Frequentemente, vemos casos extraordinários em que um membro da família morre e algumas semanas depois sabemos que outro ainda está por vir. Por que não considerar isso uma inversão de papéis? Alguns que partem e outros que chegam.

Quando é feita a ligação entre a alma e os seus futuros pais, os filhos que nascem são uma espécie de nexo de energia em torno das pessoas que escolheram, para que nasçam nas melhores condições e vivam uma existência plena junto do pai e sua mãe.

Deixe uma resposta