“A formiguinha desanimada” Uma parábola que vai encher seu coração de esperança

Ficamos admirados quando vemos o trabalhar das pequenas formigas. Incansáveis e determinadas, mesmo sem ter consciência, continuam seu trabalho sem parar.

Como queríamos ser assim, sempre ativos não é?! Mas pode ser que o motor da Kombi pare e por isso, trouxemos uma parábola para te incentivar a prosseguir:

A formiguinha desanimada!

A formiga Aninha era muito dedicada ao seu trabalho. De madrugada, indo ao local de trabalho, ia dizendo bom dia com um sorriso para as outras formiguinhas.

Seu gerente, o Sr. marimbondo, sempre observava ela chegando toda disposta e começando logo sua função e isso acontecia sem ter ninguém para supervisionar e ver se ela não dava mole.

Aí ele teve a brilhante ideia de colocar a barata para supervisionar Aninha pois pensou: sem supervisão ela é boa, se tiver supervisão de alguém, vai ficar melhor ainda!

A baratinha tinha um currículo maravilhoso e trabalhava muito bem. Então já chegou mudando os horários de entrada e saída da formiguinha.

E com isso, a baratinha logo tratou de contratar alguém para preparar os relatórios e uma aranha para atender as ligações telefônicas e fazer a organização de diversos arquivos.

O gerente marimbondo ficou todo feliz como desempenho da barata e pediu os gráficos com as análises das tendências de mercado mostradas nas reuniões.

Então a empreendedora barata contratou também uma moscas e um computador e impressora colorida. O senhor marimbondo vendo esta criação de setores na sua empresa, viu a necessidade de criar a função de gestor no setor onde a formiguinha Aninha trabalhava.

E lá vai a funcionária cigarra ocupar o cargo de gestora. O ser marimbondo fez questão de comprar um tapete e cadeira nova e especial para ela.

E logo a cigarra precisou também de uma assistente, pediu que fosse contratada a pulga, a qual já havia trabalhado com ela na empresa anterior e já conhecia sua metodologia de trabalho.

E a cigarra pois em prática o plano de melhorias no setor da formiga e também um eficiente controle de orçamento. A cigarra notou que Aninha já não chegava feliz e cantando ao trabalho. E a cada dia se aborrecia mais.

A cigarra marcou uma reunião com sr. marimbondo e o incentivou a fazer uma pesquisa de clima. E verificando o balanço financeiro, notou que a formiga já não produzia mais como o esperado de sempre.

O Sr. marimbondo foi e contratou a coruja, uma consultora para estudar a situação do setor da formiguinha. A srª coruja permaneceu em intensa pesquisa de campo por 3 meses e apresentou o relatório ao sr. marimbondo.

E vejam só a conclusão do estudo: tinha funcionário demais trabalhando nesta empresa. E era necessário demitir alguém.

E quem saiu? foi a formiguinha por falta de motivação e aborrecimento de sobra o que gerou falta de rendimento no trabalho e perda de lucro para o patrão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você se considera um fracasso? Então você precisa ler isso!

6 Sinais Que Revelam Que Sua Alma Já Reencarnou Outras Vezes