Crianças sem infância: 10 Erros que os pais tendem a cometer!

You are currently viewing Crianças sem infância: 10 Erros que os pais tendem a cometer!

Quando me tornei mãe, as pessoas ao meu redor tentaram me dar o máximo de conselhos possível sobre como criar meu filho. Mas eu nunca ouvi esses conselhos! Porque, de fato, muito poucas pessoas realmente sabem como criar filhos não apenas obedientes, mas também felizes.

O mais importante é que nossos filhos sejam felizes. Muitos pais exageram a preocupação e o medo, não permitindo que seu filho explore o mundo. Minha regra favorita dos pais é: “Tente preparar seus filhos para a jornada, mas não os prive da experiência de ir sozinho!”

O 10° erro dos pais: Fazer todas as vontades dos filhos!

Muitos de nós nos esforçamos para ser pais ideais. Nossos filhos crescem em condições muito melhores do que nós costumávamos. Tentamos satisfazer todos os seus desejos e necessidades. 

O problema é que depois de um tempo, as crianças quase esperam que o mundo gire em torno delas. Portanto, se às vezes não conseguem algo, rapidamente se tornam exigentes. Não temos que amar tanto nossos filhos! Apenas os ame e não tenha medo de dizer “não” às vezes!

O 9º erro dos pais: Tendem a acreditar que seu filho é perfeito!

Especialistas afirmam que há cada vez mais pais que não conseguem aceitar críticas e comentários negativos sobre seus filhos.

Se isso acontecesse, eles interviriam imediatamente com grande veemência! Se o professor da escola nos chama a atenção para o fato de que há um problema com o comportamento de nosso filho, devemos tentar tirar as conclusões corretas e encontrar a melhor solução juntos.

O 8° erro na criação dos filhos: Tudo gira em torno da criança!

Temos orgulho das nossas crianças! Quando eles são bem-sucedidos, isso nos enche de uma felicidade ainda maior do que nosso próprio sucesso. Mas tudo deve ter um limite!

Como pais, também precisamos ter nossa própria vida privada, nossos próprios interesses e sucessos! A criança precisa de um exemplo a seguir, então vamos tentar ser um bom exemplo para ela!

O 7º erro dos pais: Tomam decisões por seus filhos!

Claro, não queremos que nosso filho esteja em uma situação desconfortável. Também queremos que você nos respeite, porque fazemos tudo por isso. 

No entanto, tenhamos o cuidado de deixá-lo pensar e decidir livremente, porque ele não precisa desse tipo de amor.

O 6º erro na criação dos filhos: Uma educação baseada na competição!

É sabido que todo pai quer que seu filho seja o mais inteligente de todos, estude o melhor e alcance excelentes resultados. 

Muitas pessoas exageram esse desejo e seu filho vive a vida como uma grande competição contínua, onde a competição com os outros nunca termina.

O 5º erro na criação dos filhos: Perder a infância de seus filhos!

Quanto mais feliz nosso filho vivencia a infância, mais equilibrado ele se torna um adulto. Podemos estragar isso esperando que ele resolva o maior número possível de tarefas de casa, arrastando para aulas opcionais, contra sua vontade. Não se esqueça, toda criança tem direito a uma infância tranquila!

O 4° erro dos pais: Querer um filho “perfeito” e não “real”!

Tendemos a fazer planos para o futuro do nosso filho antes mesmo dele nascer. Queremos que isso leve você a mais na vida do que nós. A ironia é que não podemos ter os filhos que queremos. E não vamos tentar mudá-lo a todo custo.

O 3° erro dos pais: Esquecer que ações são mais importantes que palavras!

Todos nós queremos ser os pais “ideais” aos olhos dos nossos filhos. Sabemos que temos que dar um bom exemplo para eles. Mas esquecemos que os padrões morais só podem ser ensinados se nós mesmos os observarmos. 

Portanto, se nosso filho fizer algo errado, vamos nos perguntar se ele viu esse exemplo nosso.

O 2° erro dos pais: Julgar outros pais com base nas ações de seus filhos!

Quando encontramos uma criança sem educação, imediatamente pensamos que ela deve ter pais ruins. Mas esta é uma suposição falsa!

Assim como não existem adultos perfeitos, as crianças também não. Nada no mundo é perfeito, assim como nada é impossível. Não temos o direito de quebrar uma vara sobre os outros!

O 1º erro dos pais: Subestimar a personalidade!

Cada criança tem sua própria personalidade e valores morais internos que são únicos para ela. Portanto, como pai e mãe, definitivamente não devemos tentar transformá-los em filhos ideais. 

Não os educamos com base no que está escrito nos livros, mas tentamos ajudá-los a desenvolver sua personalidade. No entanto, isso exigirá que deixemos espaço e liberdade suficientes para ele. Nem sempre tente protegê-lo do mundo real! Vamos tentar não deixar que nosso amor paterno se torne uma prisão para a criança!

Deixe um comentário