Momento de reflexão: A vida é cheia de mudanças, aprenda a lidar com elas…

Momento de reflexão: A vida é cheia de mudanças, aprenda a lidar com elas…

Na minha vida havia um forte desejo de controlar tudo, de querer que as coisas fossem do meu jeito, que meu parceiro me amasse e me mostrasse o que queria, que meu filho fizesse as coisas do meu jeito e assim minha vida, meu trabalho, minha casa, meus relacionamentos… Tiveram um resultado comum: Sofrer cada vez que algo não fosse como eu queria.

As mudanças em mim não apareceram da noite para o dia, mas houve um antes e um depois de perceber como eu estava levando minha vida… e às vezes é preciso apenas isso, para perceber algo que fazemos automaticamente, para começar a gerar as mudanças necessárias.

Você aprende a se soltar, eu aprendi a soltar, a aceitar que cada um tem um jeito particular de ser, que o fato de ser diferente do meu não significa que seja melhor ou pior, é apenas diferente. 

Cada um de nós é um universo, que deve aprender a se relacionar com os outros, mas cada um carrega consigo uma mistura particular de princípios, crenças, estilos de vida, prioridades, sonhos… e cada um naturalmente merece ser respeitado como um indivíduo em seu próprio processo de crescimento.

Melhor ainda, entendi que me agarrar ao ressentimento e à culpa tornava minha vida mais pesada, até me fazia sentir insatisfeito com o que a vida me dava e, por algum motivo, como uma força magnética, enquanto eu não aplicava o perdão à minha vida mais e mais experiências foram surgindo.

Além disso, aprendi que é melhor ser agradavelmente surpreendido pelas pessoas do que decepcionado e que, para que isso acontecesse, a melhor coisa que eu poderia fazer era parar de esperar algo delas. 

Entendi que a melhor forma de pedir amor é dando amor, o que damos é retribuído multiplicado.

Embora em teoria fosse claro que todos estão com quem querem e onde querem, era muito difícil para mim entender que quanto mais inseguro eu estivesse em meu relacionamento, mais situações estranhas eu veria, pior me sentiria e mais afetaria meus laços sentimentais. 

Estou muito melhor, pois confio plenamente que sou digno de amor e respeito e que tudo o que não se alinha com isso, de uma forma ou de outra, irá embora da minha vida.

Não retenho nada que me amarre, não acumulo nada que me faça mal, não guardo meu perdão e saio prontamente se percebo que algum lugar não é mais meu lugar. 

A vida é cheia de mudanças e aceitar, crescer e usufruir delas é uma das práticas que mais se alinham com a própria felicidade.

Uma reflexão de Karina Figueroa.

Deixe uma resposta