Uma reflexão para todas as mulheres que já viveram um relacionamento abusivo

Uma reflexão para todas as mulheres que já viveram um relacionamento abusivo

Hoje eu ​​lembrei o quão valiosa eu sou…

Hoje acordei, abri os olhos e me lembrei, lembrei de como era antes, o que escondia dentro do meu coração e decidi me resgatar dessa prisão emocional em que vivi todo esse tempo em troca de estar ao seu lado. Hoje, me lembrei do quanto sou valiosa e é por isso que estou indo embora.

Hoje, posso finalmente lembrar quando tinha voz, quando minha opinião era importante, quando tomava as decisões importantes na minha vida, para mim, quando ia aonde queria, quando era tocada por alguém de quem gostava e sentia que minha pele vibrava de emoção, onde não havia raiva, sem perguntas, sem medo.

Lembro-me de quando você ficava encantado por me ver bonita e não se importava se era diferente das outras, lembro que não precisava de ninguém, sempre me senti independente, autossuficiente, e sempre me achei excelente em tudo que fazia.

E de repente me distraí, permiti que seu jeito particular de amar me obscurecesse, me menosprezasse, me diminuísse, me fizesse sentir insegura, a ponto de não poder mais interagir com outras pessoas, você tirou peso das minhas palavras, você estava decidindo por mim, e me tornei uma pessoa que não falava mais na primeira pessoa, pois sentia que ninguém mais se interessava por mim.

Mas, essa não sou eu, talvez não seja a pessoa que me vinculou a você há muito tempo, porque agora me sinto renascida neste despertar. Não vou negar, estou um pouco zangada comigo mesmo por ter investido minha vida e meu tempo de forma tão ruim, por esconder minhas forças, por apagar minha luz, a tal ponto que nem me lembrava onde estava, me desconectei eu mesmo.

Mas agora, sem dúvida, reconheço tudo o que coloquei em espera, reconheço e aceito esse parêntese como parte da minha vida. Um parêntese que me deixou uma das maiores aprendizagens da minha vida.

Através de ti me perdi e me reencontrei e considero que o que tive que aprender é que o relacionamento mais importante da minha vida é comigo mesma. Não é sua culpa, você pode ser o que quiser, é minha responsabilidade ter o poder sobre mim, cultivar minha autoestima, silenciar minhas palavras, fazer com que eu me ignore completamente.

Hoje vou embora, e não vou parar para pensar no que perdi, nem vou me torturar pensando que deveria ter feito isso antes, ou me arrepender de ter entrado em sua vida. Não faz sentido, não posso mudar o que aconteceu, só posso assumir o controle da minha vida neste momento em que nenhum tipo de vínculo entre nós faz sentido, só posso seguir em frente, fechar este capítulo e abrir um novo onde nunca esquecerei meu valor ou o que eu mereço.

Hoje, decidi deixar de sofrer e sei que não é tarde, me sinto tranquila, sei que não tenho culpa, simplesmente aprendi a me colocar em primeiro lugar, a ser minha primeira opção antes de tudo, porque hoje me lembrei do quanto sou valiosa.

Sair de um relacionamento abusivo é um triunfo muito grande, parece fácil ler, mas só quem viveu sabe o que é deixar se enganar com aquela pessoa, acreditando que um dia ele vai mudar. Se você conseguiu sair desse relacionamento, você é corajosa, se não conseguiu ainda, desejo muita força para que você consiga.

“O único amor consistente, fiel e compreensivo que perdoa tudo, que nunca nos decepciona e nos acompanha até a morte é o amor próprio” – Oscar Wilde

Deixe uma resposta