10 Frases que os pais nunca devem dizer aos seus filhos

10 Frases que os pais nunca devem dizer aos seus filhos

Você se sente identificado com alguma das frases? Todos os pais querem dar a seus filhos a melhor educação, mas ninguém tem a receita mágica para isso e, em algumas ocasiões, mais do que gostaríamos, caímos no erro de dizer coisas que podem desmotivá-los ou atrapalhar nosso relacionamento com eles. 

De acordo com especialistas, estas são as frases que você deve evitar ao se comunicar com seus filhos:

1. “Aprenda com seu irmão”

As comparações são sempre desagradáveis, não apenas para adultos, mas também para as crianças. É muito fácil cair nas comparações quando se tem vários filhos, mas é preciso ter cuidado porque isso “gera rivalidades na família e são muito prejudiciais a longo prazo”. 

A criança percebe seu irmão como um modelo que nunca poderá alcançar e isso afeta sua autoestima, visto que seus pais gostariam que ele fosse diferente.

2. “Você vai me deixar louco”

Esta afirmação pode ser verdadeira em muitas ocasiões e você se vê no limite da sanidade, mas não precisa compartilhar isso com seu filho. 

Usar a culpa para motivar não é o melhor método para mudar o comportamento deles. Além disso, pode ter um impacto negativo em nosso relacionamento com eles. 

Estamos transmitindo a eles a ideia de que nossos problemas são culpa deles e isso pode gerar grande ansiedade.

3. “Você não tem vergonha de se comportar assim?”

Assim como a expressão anterior promoveu culpa, está incentiva a vergonha. Alguns pais tentam impor a disciplina dessa forma, principalmente na frente de outras pessoas, mas é melhor evitar críticas que não sejam construtivas ou isso só vai te humilhar e destruir a autoestima.

4. “Se você não fizer isso, vai ficar de castigo”

As ameaças, por outro lado, usam o medo e podem destruir a confiança que os filhos depositam em seus pais. 

Outras vezes, esse estilo comunicativo é usado para chantagear emocionalmente as crianças: “Se você se comportar bem, comprarei uma barra de chocolate para você”. Corre-se assim o risco de a criança não saber porque tem de fazer o que lhe foi pedido, mas sim para obter um fim determinado.

5. “Estou cansado de você”

Quando um pai usa essa expressão, vítima de estresse, não pretende magoar o filho, longe disso, mas devemos estar atentos que esse comentário, fruto do exagero, pode fazer com que o filho acredite que é real e permanente e ter um impacto negativo sobre eles. 

O amor de um pai por um filho é incondicional, e isso é algo que devemos fazer com que eles saibam o tempo todo.

6. “Você é um menino mau”

É um erro dizer a uma criança que ela é má porque ela vai pensar: “Tudo bem, eu sou assim e não posso fazer nada para mudar isso’”. 

Os especialistas aconselham ser específicos ao explicar o que fizeram de errado e censurar suas ações. Ao dizer a eles que eles são ruins, passamos a eles a ideia de que eles estão com defeito. Portanto, é melhor focar no que eles podem mudar no futuro para alcançar um resultado mais positivo. 

É mais construtivo usar outras expressões como: “Não gosto quando você faz…” para explicar por que o comportamento deles não é aceitável e oferecer alternativas.

7. “Porque eu disse… ponto final”

Os adultos tendem a pensar que sempre temos a verdade absoluta se nosso interlocutor for uma criança. E quando chega um ponto da discussão em que estamos cansados ​​de discutir, recorremos a essa frase para considerá-la resolvida.

Mas eles precisam de uma explicação para entender o que está acontecendo.

8. “Não chore, não é tão ruim assim”

Muitas vezes tendemos a subestimar os sentimentos de nossos filhos. Eles podem ter brigado com um amigo na escola e embora isso não seja importante para nós, é importante para eles e não devemos tirar isso. 

Também é comum usar essa frase com o intuito de distraí-los do que os machuca para que se sintam melhor, mas essa não é a forma adequada de ajudá-los. É melhor apoiá-los e confortá-los para que saibam que quando algo mal acontecer com eles vamos entendê-los e estaremos lá para ajudar..

9. “Você não pode fazer isso, eu já falei”

A mensagem que é lançada quando esta expressão é usada é clara: “Você não poderá fazer isso.” E se os pais acreditarem, a criança também acreditará, então a criança chega à seguinte conclusão: “O que farei na próxima vez?”

Além disso, dessa forma o impedimos de aprender por si mesmo, tornando uma pessoa dependente e insegura. Outras frases semelhantes a esta são “você não sabe fazer nada” ou “não sei quando você vai aprender”, afirmações não muito construtivas que “não valorizam o esforço, mas o resultado que é obtido”.

10. “Você é preguiçoso e por isso não vai chegar a lugar nenhum na vida”

Estudos e notas baixas são um dos principais problemas quando se trata de filhos adolescentes. A intenção dos pais é que percebam que um futuro promissor não os espera se não fizerem o que se espera deles e que chegará um momento em que se arrependerão de ter tomado as decisões erradas, mas essas frases prejudicam a relação paterno-filial e provocam nos jovens a frustração e o desinteresse.

Deixe uma resposta