Depois do hexa vem o que? Se essa é sua dúvida, nós vamos e ajudar na resposta!

Quando se fala em hexa a primeira coisa que vem a mente de qualquer brasileiro é a copa do mundo, claro.

Se com este time está difícil chegar no hexa, quem dirá depois… Mas como nosso povo é valente e mesmo assim não desiste, vamos responder esta pergunta agora:

Depois do hexa vem o quê?

  • Hepta
  • Heptacampeão

Esperando o hexacampeonato

Apesar dos múltiplos fiascos da equipe de futebol brasileira para alcançar o penta (aquele 7×1 ainda está entalado na garganta do povo), o Brasil continua sendo o único país a se classificar para esta premiação.

É considerado bom o desempenho que a seleção nas eliminatórias da copa do mundo de 2006. E isto era por causa da sua participação nas três finais da copa em 1994, 1998 e 2002.

E com dois jogadores eleitos maiores do mundo fazendo parte do time, Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho, a vitória era certa. Também contava com um jogador cotado como 2ª colocação para prêmio de melhor do mundo: Roberto Carlos.

E a palavras mas, chegou para atrapalhar os planos. Este favoritismo prejudicou a confiança que todos tinham pela seleção. Os jogadores relaxaram muito, promovendo verdadeiras farras na hora da concentração e muitos jogadores, acima do peso ideal.

Em 2006, o Brasil passa  primeira fase vencendo Croácia, Austrália e Japão. Derrotou por 3×0 Gana nas oitavas de final. Mas teve a derrota nas quartas de final por 1×0 da França.

A falta de envolvimento, seriedade e disciplina dos jogadores devido ao clima de já ganhou fez com o que o então treinador da época, Carlos Alberto Parreira desabafasse em entrevista que os jogadores estavam sendo muito irresponsáveis.

E disse mais: Foram irresponsáveis à ponto de um atleta querer entrar em campo pesando até 101 kg. Também disse que o time esqueceu o que é se preparar para ganhar uma copa, que cansado de tantas conquistas, parecida já estar de barriga cheia.

E expressou explicitamente o descontentamento com o clima de farra até durante o jogo nas arquibancadas que também atrapalhava: mulatas, escola de samba e torcedoras invadindo o campo para abraçar o Ronaldinho Gaúcho e fora outras reclamações do treinador.

Após esta derrota vexatória em 2006, Parreira foi demitido e o ex jogador da seleção, Dunga, assumiu a posição de treinador. Com sua postura guerreira, lutadora e disciplinada, ele reacendeu a esperança do povo brasileiro na seleção.

E com sua entrada houve saída de jogadores veteranos como Emerson, Ronaldo, Cafu e Roberto Carlos onde sem dó e nem piedade foram considerados responsáveis, de alguma forma, pela derrota da seleção.

Dunga estreou seu comando da seleção no jogo contra a Noruega, em Oslo com placar de 1×1. Entre altos e baixos, o Brasil ganhou a Copa América 2007 vencendo a Argentina por 3×0 na final.

Na continuação, em 2008 vieram críticas pela seleção ter perdido para times inferiores como Colômbia, Paraguai,Venezuela e Bolívia. E para agravar a situação, o time brasileiro perdeu para a Argentina nas olimpíadas mas mesmo assim, goleou Portugal por 6×2.

Em 2009, Dunga conseguiu fazer que o Brasil ressurgisse como uma Fênix sendo vencedor da Copa das confederações e disputou a copa do mundo fifa 2010 como um dos favoritos.

Depois de jogar alguns amistosos, a seleção brasileira começou sua trajetória na copa do mundo de 2010 e conseguiu passar a primeira fase de confrontos, vencendo Coreia do Norte, Costa do Marfim e Portugal.

Nas oitavas de final,venceu o Chile. Mas, quando o time brasileiro estava ganhando de 1×0, saiu para o intervalo. E na volta, perdeu de 2×1, levando a dor de cabeça da derrota da copa da África do Sul.

Mas infelizmente, derrota pouca é covardia… Na copa de 2014, onde o país sede para receber o mundo foi o Brasil, jogou contra a Alemanha, no estádio do mineirão.

A cobrança e favoritismo caíram como um trator desgovernado em cima da seleção brasileira. A Alemanha disparou o placar com um gol após o outro e em meio ao desespero, as conhecidas faltas e cartões amarelos e vermelhos foram surgindo.

E entre muitas substituições, gritos desesperados do então técnico Luiz Felipe Scolari, choros tanto na arquibancada como nos lares, assistindo o fiasco da partida, o Brasil perdeu vergonhosamente por 7×1.

Leave your vote

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.